312997899_1533379667106773_8587499948127297554_n.jpg

ERUPÇÃO -
O LEVANTE AINDA NÃO TERMINOU

De 3 a 15 de novembro de 2022

SESC PAULISTA

 

SOBRE NÓS

fotoLaima.jpg

Criada em 2017 por estudantes,  performers e artistas que se conheceram durante o movimento secundarista e as ocupações de escolas públicas em São Paulo, entre 2015 e 2016. Do encontro entre rebelião e teatro, entre formação e criação, nasce a coletivA ocupação como um território de investigação de diferentes linguagens, gestos e narrativas a partir de levantes e combates urgentes de nosso tempo: corpos em revolta, que agora ocupam novos espaços.

 

A primeira criação do grupo foi a performance “Só me convidem para uma revolução onde eu possa dançar” que teve a sua primeira apresentação no encontro Performando Oposições, organizado pela Casa do Povo e em seguida na MIT, Mostra Internacional de Teatro em São Paulo em 2017.

 

Com o seu primeiro espetáculo Ǫuando Ǫuebra Ǫueima, desde 2018, o grupo tem construído um percurso de apresentações, residências e oficinas para jovens em principais festivais e teatros do Brasil e de outros países, como o Festival de Curitiba, FIT Rio Preto (Festival Internacional de Rio Preto), Cena Brasil Internacional (RJ), Festival de Londrina, IC Encontro das Artes (SA).

Na Europa, apresentou no Festival Transform em Leeds, Contact Theater em Manchester, Festival MEXE na cidade do Porto, Festival Panorama em Paris no Centre National de La Danse. Realizou uma residência e temporada no Battersea Arts Centre, em Londres, onde o espetáculo foi premiado por melhor direção - Martha Kiss Perrone - pelo The Stage Debut Awards, e indicado na categoria “IDEA Performance” pelo prêmio The Offies.

 

Em junho de 2019 a coletivA ocupação ganhou o Prêmio Zé Renato da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo com o projeto “Ǫuando Ǫuebra Ǫueima: circulação para estudantes de São Paulo | Pausa para Existir” para a circulação do espetáculo em mais de 10 escolas públicas, fábricas de cultura e centros culturais.

 

Durante a pandemia, a convite do Battersea Arts Center o grupo criou dois filmes: "Feitiço contra o fim do mundo" e "Erupção".

 

Em 2022, o grupo é contemplado pela 39ª edição do Fomento ao Teatro da cidade de São Paulo com o projeto “FESTA E GUERRA - Entre levantes”. Simultaneamente, finaliza os dois anos de processo criativo e estreia seu novo trabalho: ERUPÇÃO - O levante ainda não terminou, em setembro no festival MIRADA.

arte_barricada.png